LETREIRO


ANUNCIO

Seja + 1.

domingo, 9 de setembro de 2012

Bolo de cenoura com calda de chocolate


INGREDIENTES:

3 Cenouras médias
4 Ovos
1/2 Xícara (chá) de óleo
2 Xícaras (chá) de farinha de trigo
2 Xícaras (chá) de açúcar
1 Colher (sopa) de fermento em pó

MODO DE PREPARO:

No liquidificador, bata as cenouras os ovos e o óleo. Reserve. Numa tigela, coloque a farinha, o açúcar e o fermento. Sobre os ingredientes secos, despeje a mistura do liquidificador. Mexa muito bem, incorporando os ingredientes. Coloque em fôrma untada e enfarinhada. Leve para assar em forno pré-aquecido. Depois de assado e ainda quente, desenforme e cubra com cobertura de sua preferência.

Cobertura

INGREDIENTES:

1 Colher (sopa) de margarina
3 Colheres (sopa) de chocolate em pó
3 Colheres (sopa) de leite
1 Colher (sopa) de açúcar

MODO DE PREPARO

Misture todos os ingredientes. Leve ao fogo até abrir fervura. Despeje sobre o bolo ainda quente para a cobertura incorporar ao bolo

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Profissão chef de cozinha

Tão importante quanto ter habilidade para cozinhar e montar pratos harmoniosos e apetitosos, o profissional que pretende seguir carreira na área de gastronomia precisa saber trabalhar em equipe e ter espírito de liderança. Principalmente se a opção for atuar como chef de cozinha - possibilidade que cada vez mais atrai a atenção dos estudantes.
 O estudante de gastronomia Ricardo afirma que o mercado para o gastrólogo - como é chamado quem conclui a graduação em gastronomia - está em expansão no Brasil. "Há as cozinhas tradicionais, as empresas de alimentação e as consultorias gastronômicas", afirma, Ricardo de 40 anos, que atua como cozinheiro.
 As oportunidades estão aumentando, principalmente no ramo hotelereiro. O perfil de quem procura a gastronomia é de um aluno mais jovem.
 Afirma que muitos estudantes entram na faculdade atraídos pelo glamour de coordenar a cozinha de um restaurante famoso. Porém a realidade é outra. "A gastronomia ainda é um curso elitizado, mas na verdade para ser dar bem é necessário gostar de servir e agradar aos outros. O chef é o 'top' da cozinha, é ele quem dita as regras do jogo."

 O primeiro passo para seguir a carreira é escolher uma boa instituição de ensino. A maioria dos cursos tem duração de dois anos. A desvantagem é que há poucas opções de instituições públicas. "Tivemos um boom de escolas em todas as partes do país. Antes de se matricular o ideal é conversar com alunos formados, professores e conhecer a infraestrutura para ter um retrato melhor", diz Ricardo Senna
Quem pensa que a aulas são estritamente práticas, engana-se. Há instituições que incluem até matemática financeira e noções de biologia nos currículos. Características como criatividade e interesse em pesquisa também são importantes. "É muito comum a gente ouvir do aluno que ele entrou na faculdade para aprender a cozinhar e não para estudar. Este é um grande erro porque entender o alimento ajuda na criação e a criatividade faz toda a diferença para o profissional".

O universo infinito de ingredientes e técnicas culinárias trouxe uma nova realidade ao gastrólogo. Assim como as demais profissões ele também precisa investir em formação. Especializações fora do país são bem-vindas. "Ficando um tempo em um país asiático, por exemplo, é possível absorver o componente cultural da região que faz parte da gastronomia. Diria que não é fundamental, mas é claro que ajuda".

Não se iludam tanto por que os restaurantes no Brasil a maioria não tem chef de cozinha e os poucos que tem estão pagando em média Cr$ 1.200,00 à Cr$ 1.400,00, agora pense se vale a pena, um cozinheiro quem não tem formação acadêmica que aprendeu a cozinhar por acaso, está ganhando em alguns estabelecimentos Cr$ 1.400,00 não é brincadeira isto e Brasil!!!

domingo, 29 de julho de 2012

Cozinha industrial, 500 pessoas comida caldeirão Cozil.

Caldeirões COZIL
www.cozinhasprofissionais.blog.br
Saibas mais sobre a cozil: AQUI

Olá!! Se você tem um grande números de pessoas em sua empresa compesa investir em  um caldeirão industrial hoje existem 3 modelos e com 3 capacidades diferentes, segue a baixo uma tebela para a escolha de caldeirão ideal para sua empresa:

- Caldeirão 100 litros - para 20kg de arroz, ou 15kg de feijão, ou 35kg de carne;
- Caldeirão 200 litros - para 40kg de arroz, ou 25kg de feijão, ou 70kg de carne;
- Caldeirão 300 litros - para 60kg de arroz, ou 45kg de feijão, ou 110kg de carne;
- Caldeirão 500 litros - para 90kg de arroz, ou 60kg de feijão, ou 180kg de carne

Como fazer a seguinte conta: imagine, que em média se uma refeição geralmente leva 120 gramas de arroz, 80 gramas de feijão, 150 gramas de legumes e 150 gramas de carne sem osso (contra-filé ou peito de frango, por exemplo), se na sua empresa serve por exemplo 500 almoço por dia, concluo que ele produz cerca de 60kg de arroz, 40kg de feijão, 75kg de legumes e 75kg de carne, o que me ajuda a planejar a capacidade e disposição dos caldeirões, bem como todo o fluxo de despensa, preparo, distribuição e higienização.
 Neste caso o caldeirão ideal seria um de 300 litros

Se você está pensando em montar uma cozinha deste tipo, você irá precisar de um chef de cozinha para organizar um equipe e criar normas e padrões, elaboração de cardápio e custo das receitas.
diosponibilizo meu e-mail sou chef de cozinha cantrate-me!!!! chefsennabrasil@gmail.com

Se você pretende implantar equipamentos em sua cozinha industrial melhor linha que existe no mercado e a da: COZIL viste o site o site :www.cozinhasprofissionais.blog.br